Noticias
Defesa Civil executa simulado de abandono para casos de emergência em represa

Defesa Civil executa simulado de abandono para casos de emergência em represa

A Defesa Civil de Curitiba e a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) coordenaram, no último sábado (15/10), um simulado de abandono de residências com a comunidade do Ganchinho, que ocupa a Zona de Salvamento Secundário (ZSS) da barragem do Rio Miringuava, localizada no município de São José dos Pinhais.


A atividade trabalhou com um grupo representativo de 30 pessoas para os procedimentos de retirada emergencial em caso de situações de perigo. A ação faz parte do Plano de Contingência Municipal de Barragem de Proteção e Defesa Civil de Curitiba.


  • Em fase de teste, primeira estação meteorológica da Defesa Civil é instalada em Curitiba
  • Defesa Civil capacita servidores para atender emergências e primeiros socorros
  • Defesa Civil dá dicas de como evitar acidentes em um temporal

  • Segundo a Defesa Civil, embora a barragem Rio Miringuava não esteja localizada no município de Curitiba, em caso de emergência, comunidades da capital poderiam ser atingidas. E, por isso, existe a necessidade de preparação e capacitação constante.


    “Tivemos um momento teórico em que apresentamos o plano de evacuação para a comunidade e em seguida a parte prática com o simulado de abandono que percorreu as rotas de fuga até o ponto de encontro da comunidade”, explicou chefe de planejamento da Defesa Civil de Curitiba, Marcelo Santos, que orientou o simulado em conjunto com o chefe de operações Rodrigo Alípio.


    Além do exercício realizado na comunidade do Ganchinho, outros simulados estão previstos para dar prosseguimento às atividades do plano.


    No dia 29/10, a comunidade do Umbará também passará pelo mesmo teste, e no dia 5/11 ocorrerá um exercício coletivo envolvendo as duas comunidades de Curitiba e a comunidade do município de São José dos Pinhais, para aferir os procedimentos trabalhados nas ações anteriores.


    Capacitações

    Em um evento adverso a possibilidade de alguém sofrer alguma queda, escorregar ou se machucar é muito grande. Para isso precisamos de pessoas capacitadas para atender àquele que necessitar de ajuda.


    Estabelecer os requisitos para a elaboração, manutenção e revisão de um plano de emergência contra incêndio, visa proteger a vida, o meio ambiente e o patrimônio.



    Telefones
    © 2009 - Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil - COMPDEC
    Rua Capitão Souza Franco, 13 - Bairro: Batel - CEP: 80.730-420
    defesacivil@curitiba.pr.gov.br
    Curitiba - Paraná